Caldas D'óbidos

História

Reza a lenda que, em 1484 durante uma viagem de Óbidos à Batalha, a Rainha D. Leonor, esposa do Rei João II de Portugal, e a sua corte tenham passado por um local onde cinco jovens do povo se banhavam em águas de odor intenso, denominado hoje em dia o “Chafariz das Cinco Bicas”.

A Rainha questionou aos jovens a razão para estarem a banhar-se, uma vez que, naquele tempo, o banho não era comum, muito menos em águas de odor tão acentuado, sendo-lhe respondido que eram doentes, e que aquelas águas possuíam poderes curativos. A Rainha quis comprovar a veracidade da informação e banhou-se também naquelas águas dado que sofria de problemas de pele.

De acordo com a lenda, a soberana curou-se e no ano seguinte, determinou erguer naquele lugar um hospital termal para atender todos aqueles que nele se quisessem tratar. Para apoiá-lo, a Rainha fundou uma pequena povoação com 30 moradores, dando-lhe benefícios como por exemplo, não terem de pagar os impostos, jugada e portagem, privilégios que também se estendiam aos mercadores que viessem de fora para comprar ou vender.

Assim nascia Caldas d'Óbidos !  Que com o seu desenvolvimento recebeu o foro municipal autónomo em 1511 e muda de nome passando a chamar-se Caldas da Rainha, em homenagem à Rainha D. Leonor.

 

GINJA CALDAS D'ÓBIDOS

A Chocolicor inspirada na origem da cidade das Caldas da Rainha desenvolveu o Licor mais tradicional da zona de Oeste, o Licor de Ginja Caldas D'Óbidos.

Este Licor de Ginja é 100% Natural sem corantes nem conservantes produzido de forma artesanal, com ginjas selecionadas que fazem com que o licor tenha um sabor agridoce e frutado.

Em toda a região Oeste de Portugal é comum e quase obrigatório beber um cálice de licor de ginja, o que faz com que o Licor de Ginja seja um exlibris do nosso País em todo o mundo.